Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)

Esses sintomas podem interferir significativamente na vida diária

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é uma condição de saúde mental marcada por obsessões e compulsões que impactam a vida diária. Anteriormente classificado como transtorno de ansiedade, o TOC agora possui sua própria categoria no DSM-5, denominada “Transtornos Obsessivo-Compulsivos e Relacionados”, abrangendo condições como transtorno dismórfico corporal, transtorno de acumulação e tricotilomania.

SAIBA MAIS SOBRE..SESSÃO DE TERAPIA ONLINE

Os sintomas do TOC, que podem incluir obsessões, compulsões ou ambos, se manifestam gradualmente e podem persistir sem tratamento, afetando áreas como escola, trabalho, relacionamentos e atividades diárias. Obsessões são pensamentos indesejados e angustiantes, como medo de germes ou pensamentos violentos. Compulsões são comportamentos repetitivos, como lavagem excessiva das mãos ou verificação constante.

Esses sintomas podem interferir significativamente na vida diária, e o reconhecimento precoce e o tratamento adequado são cruciais para mitigar o impacto do TOC.

É crucial ter em mente que nem todos os hábitos ou comportamentos repetitivos são indicativos de compulsões. Pensamentos recorrentes ou verificações esporádicas são normais. Para um diagnóstico de Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), é necessário que a experiência apresente:

VEJA AGORA ESSE CURSO..COMO ANDA A EDUCAÇÃO DO SEU FILHO?

  1. Incapacidade de controlar pensamentos ou comportamentos, mesmo reconhecendo seu caráter excessivo ou irracional.
  2. Dedicação de uma hora ou mais diariamente a obsessões e compulsões.
  3. Experimentação de sofrimento significativo ou prejuízo nas atividades diárias devido a esses pensamentos e comportamentos.
  4. VEJA TAMBÉM. AUTOCUIDADO

O TOC é uma condição relativamente comum, afetando aproximadamente 2,3% das pessoas ao longo da vida, sem distinção de gênero, raça ou cultura.

As causas exatas do Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) não são totalmente conhecidas, mas alguns fatores são considerados relevantes.

COMO ANDA SEU SONO? VEJA AQUI

  1. Fatores Biológicos: O TOC está associado a circuitos neurais anormais no cérebro. Em indivíduos com TOC, certas partes do cérebro podem ter dificuldade em inibir e desligar pensamentos obsessivos e impulsos compulsivos, possivelmente relacionados à serotonina e outras anormalidades de neurotransmissores.
  2. História Familiar: Existe um maior risco de desenvolver TOC se houver histórico familiar do distúrbio. Pesquisas indicam que se um dos pais ou um irmão tiver TOC, há aproximadamente 25% de chance de que outro membro da família de primeiro grau também o desenvolva.
  3. 10 DICAS PARA REDUZIR SUA ANGÚSTIA,AQUI
  4. Genética: Embora não tenha sido identificado um único “gene do TOC”, a condição pode estar relacionada a grupos específicos de genes.
  5. Estresse: Diversos tipos de estresse, como desemprego, dificuldades de relacionamento, problemas escolares, doença ou parto, podem desencadear sintomas de TOC.

Pessoas vulneráveis ao TOC descrevem uma intensa necessidade de controlar seus pensamentos e podem temer que seus pensamentos obsessivos indiquem insanidade ou perda de controle.

Embora muitas pessoas possam ter pensamentos estranhos sob estresse, para aqueles vulneráveis ao TOC, é difícil ignorar ou esquecer esses pensamentos, criando um ciclo vicioso de atenção exacerbada a eles.
FONTE: verywellmind.com/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *