O termo “narcisista” tem uma presença proeminente no imaginário popular.

O termo “narcisista” tem uma presença proeminente no imaginário popular, sendo amplamente utilizado para descrever indivíduos que aparentam excesso de autoestima. Embora haja uma percepção crescente de que o narcisismo está em ascensão globalmente, especialmente entre os jovens, a pesquisa psicológica, em sua maioria, não respalda essa noção.

TRABALHANDO A AUTOACEITAÇÃO,AQUI

O narcisismo é uma característica que se manifesta em um espectro, distribuído de maneira normal na população. A maioria das pessoas pontua próximo à média, enquanto algumas encontram-se nos extremos desse espectro.

O Instrumento de Personalidade Narcisista (NPI), concebido por Robert Raskin e Calvin S. Hall em 1979, destaca-se como a medida mais amplamente utilizada desse traço. As pontuações variam de 0 a 40, com a média geralmente encontrada na adolescência. Indivíduos saudáveis, mesmo que pontuem um pouco mais alto no NPI, podem ser percebidos como extremamente charmosos, especialmente no primeiro encontro.

No entanto, com o tempo, podem revelar-se excessivamente vaidosos. Apesar de possíveis encontros pessoais estranhos ou estressantes, esses indivíduos geralmente mantêm uma base de personalidade fundamentalmente saudável.

É crucial compreender que o narcisismo não se limita a uma abordagem simplista de “bom” ou “ruim”. Existem nuances consideráveis ​​dentro desse traço de personalidade, e as pontuações no NPI fornecem uma visão mais detalhada desse espectro.

Você pode gostar também:
Abraçando suas mudanças

O aumento da percepção pública do narcisismo pode ser atribuído a várias razões, incluindo mudanças culturais e o impacto das redes sociais na construção da identidade.

As redes sociais, em particular, desempenham um papel significativo na promoção de comportamentos narcisistas. A exibição constante de conquistas pessoais, a busca incessante por validação online e a criação de uma persona idealizada são apenas alguns dos comportamentos observados nas plataformas digitais.

Sessão de terapia por vídeo chamada

Essa busca por validação instantânea pode levar a uma falsa sensação de autoestima, exacerbando o traço narcisista em alguns indivíduos.

Contrariamente à percepção comum, a pesquisa psicológica destaca que o narcisismo nem sempre está associado a problemas psicológicos graves. Algumas características narcisistas, quando equilibradas, podem até ser benéficas em certos contextos.

Leia também: Empatia

A confiança e a autoafirmação, quando mantidas em níveis saudáveis, podem impulsionar o sucesso pessoal e profissional.

No entanto, torna-se preocupante quando o narcisismo atinge níveis extremos, resultando em comportamentos prejudiciais para o indivíduo e para aqueles ao seu redor. Relacionamentos interpessoais podem ser afetados negativamente, e a falta de empatia característica do narcisismo pode criar obstáculos significativos para a comunicação eficaz.

Em última análise, compreender o narcisismo exige uma abordagem equilibrada que reconheça sua presença em um espectro e considere as complexidades inerentes a esse traço de personalidade.

A conscientização sobre os impactos das redes sociais e das mudanças culturais na promoção de comportamentos narcisistas é crucial para abordar essa questão de maneira abrangente. Ao fazer isso, podemos cultivar uma compreensão mais profunda e informada do narcisismo, promovendo uma convivência mais saudável e harmoniosa em nossa sociedade em constante evolução.




Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *