É COMUM SENTIR VERGONHA DA ANSIEDADE

É comum sentir vergonha da ansiedade

É comum sentir vergonha da ansiedade, sentir-se sozinho e manter isso em segredo. É assustador pensar em pedir ajuda. Você pode estar se sentindo ansioso há tanto tempo que é difícil lembrar de uma época em que você não conviveu com isso. Sua ansiedade pode parecer uma parte desagradável, mas “normal” de você. Você não precisa conviver com essa dor contínua: você ficará tranquilo em saber que a ansiedade pode ser tratada com eficácia.

A ansiedade é causada por três eventos sobrepostos: um gatilho ou sugestão ambiental (falar em público ou festa), reatividade mental (um pensamento negativo/conversa interna) e reatividade física (respirar rapidamente, cerrar os punhos, etc.). 

Estes formam um ciclo de feedback negativo, onde um gera o outro. Para lidar com a ansiedade, a maioria das pessoas evita o gatilho. Embora a evitação ajude no momento imediato, ela piora a ansiedade no longo prazo.

Por que? Duas razões: 1) isso reforça sua crença de que você é incapaz de lidar com isso e 2) você não obtém experiências positivas como base para mais sucesso. Abaixo estão algumas estratégias básicas para ajudar a reverter a direção do ciclo de feedback, girando o dial de negativo para positivo:

  • Consulte seu médico para um exame físico, incluindo exames de sangue, para descartar causas fisiológicas – por exemplo, desequilíbrio endocrinológico, como hipertireoidismo.
  • Você não precisa sofrer sozinho. Sobrecarregado pela ansiedade, o fardo de tentar lidar com isso sozinho torna tudo pior.

     Visitar um psicoterapeuta para orientação é o ideal. Se você não puder fazer isso, confie em um amigo ou familiar de confiança. Isso ajudará a aliviar qualquer vergonha que você possa sentir.
  • Examine seus pensamentos sobre situações que provocam ansiedade, como ir a uma festa. Quais são os seus pensamentos e como eles fazem você se sentir? “Eles podem não gostar de mim”; “Não vou conhecer ninguém”; “Não terei nada a dizer.” 

    Você percebe que eles são negativos, duros ou críticos? Pergunte a si mesmo: “Se um amigo expressasse essas dúvidas, pedindo garantias, o que você diria a ele?” Você seria encorajador, gentil, empático, positivo e equilibrado. “Mesmo que isso seja difícil para mim, não vou desistir; em vez disso, estou seguindo em frente.” 

    “Posso conhecer novas pessoas e talvez fazer amigos.” “Posso perguntar às pessoas sobre elas mesmas.” “Vai me sentir bem saber que tentei algo novo.” “Estou feliz por estar dando o meu melhor – é o máximo que posso pedir de mim mesmo.” 

    Aplique essa compaixão a si mesmo. Repita esses pensamentos em voz alta; escreva-os como marcadores e leia-os ao longo do dia, grave-os em seu smartphone como correio de voz ou simplesmente revise-os mentalmente. Lembre-se: mantenha seu tom de voz suave e solidário, atencioso, paciente e gentil!
  • Preste atenção às suas sensações físicas. Seu coração está batendo rápido? Suas mãos estão tremendo? Você se sente quente? Você está suando? Para se acalmar, encontre um lugar tranquilo para sentar. Coloque as mãos nas coxas. Imagine uma brisa refrescante em seu rosto e corpo. Visualize ser agradavelmente abanado. 

  • SESSÃO DE TERAPIA ONLINE,SAIBA MAIS

  • Murmure para si mesmo: “Vou ficar bem, estou fazendo a coisa certa e me ajudando”. Fechando os olhos, respire profundamente e conte silenciosamente até 10. Repita. E novamente, até que seu diafragma pareça consistente. Seu pulso diminuirá para uma batida rítmica. 

    Se você estiver em um espaço público, peça licença para ir ao banheiro para praticar essas estratégias. Se você estiver em um local sem privacidade, simplesmente concentre-se em inspirar e expirar. Repita a contagem indefinidamente. Ninguém vai adivinhar que você está autorregulando ativamente seu estado interior!
     Dpendência Emocional – Vencendo a insegurança e o ciúmes,VEJA AQUI
  • Para ansiedade leve/moderada, você pode usar uma abordagem consciente. Se você luta contra sua ansiedade, você a transforma em inimiga, o que cria uma energia hostil entre você e seu sintoma.
    5 MANEIRAS DE ALIVIAR A ANSIEDADE,VEJA AQUI

     Em vez disso, faça amizade com sua ansiedade. Tente estar bem com sua existência e “sente-se” com o sentimento. Mantenha-o em sua consciência; você está aprendendo a observá-lo a uma distância segura. 

    Ao não participar, você não está se perdendo. Ao fazer isso, a maioria das pessoas relata: “Uau, que alívio não ser refém disso; Não me sinto prisioneiro disso!” Onde você estava antes em tumulto e angústia, com a prática você encontrará um oásis – calmante, paz e calma.
    MENSAGENS “DEVERIA”AQUI
  • Se precisar de mais ajuda, consulte um psiquiatra para avaliação da medicação. Você pode optar por usar medicamentos ocasionalmente para ansiedade grave, complementando outras técnicas de terapia.
  • www.goodtherapy.org


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *