COMO PRATICAR MEDITAÇÃO

Aqui está uma prática de postura que pode ser usada como estágio inicial de um período de prática de meditação ou simplesmente como algo para fazer por um minuto

Aqui está uma prática de postura que pode ser usada como estágio inicial de um período de prática de meditação ou simplesmente como algo para fazer por um minuto, talvez para se estabilizar e encontrar um momento de relaxamento antes de voltar à briga. Se você tiver lesões ou outras dificuldades físicas, poderá modificar isso para se adequar à sua situação.
Livro DIGITAL: Dependência Emocional – Vencendo a insegurança e o ciúmes.

  1. Tome seu lugar. Não importa onde você esteja sentado – uma cadeira, uma almofada de meditação, um banco de parque – encontre um local que lhe proporcione um assento estável e sólido, sem ficar empoleirado ou recostado.
  2. Observe o que suas pernas estão fazendo. Se estiver em uma almofada no chão, cruze as pernas confortavelmente à sua frente. (Se você já faz algum tipo de postura de ioga sentado, vá em frente.) Se estiver em uma cadeira, é bom que a planta dos pés toque o chão.
    Você pode gostar:TRABALHANDO A AUTOACEITAÇÃO
  3. Endireite – mas não endureça – a parte superior do corpo. A coluna tem curvatura natural. Deixe estar lá. Sua cabeça e ombros podem descansar confortavelmente sobre as vértebras.
  4. Coloque os braços paralelos à parte superior do corpo. Em seguida, deixe as mãos caírem sobre o topo das pernas. Com os braços ao lado do corpo, as mãos pousarão no lugar certo. Muito à frente fará você palpitar. Muito atrás, você ficará rígido. Você está afinando as cordas do seu corpo – nem muito apertadas nem muito soltas.
    Você pode gostar: EMPATIA
  5. Abaixe um pouco o queixo e deixe o olhar cair suavemente para baixo. Você pode deixar suas pálpebras baixarem. Se sentir necessidade, você pode baixá-los completamente, mas não é necessário fechar os olhos ao meditar. Você pode simplesmente deixar o que aparece diante de seus olhos, sem focar nisso.
  6. Esteja lá por alguns momentos. Relaxar. Preste atenção à sua respiração ou às sensações do seu corpo.
  7. Começar de novo. Quando sua postura estiver estabelecida, sinta sua respiração – ou alguns dizem “siga-a” – conforme ela sai e entra. (Algumas versões da prática colocam mais ênfase na expiração, e para a inspiração você simplesmente deixa um espaço espaçoso pausa.) Inevitavelmente, sua atenção deixará a respiração e vagará para outros lugares. Quando você perceber isso – em alguns segundos, um minuto, cinco minutos – volte sua atenção para a respiração. Não se preocupe em se julgar ou ficar obcecado com o conteúdo dos pensamentos. Voltar. Você vai embora, você volta.

    Você pode gostar: Terapia Online: www.janiopsicanalista.com
  8. É isso. Essa é a prática. Costuma-se dizer que é muito simples, mas não é necessariamente fácil. O trabalho é apenas continuar fazendo isso. Os resultados serão acumulados.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *