SITUAÇÕES PODEM CAUSAR ANGÚSTIA.



Adolescência: A adolescência é uma fase repleta de mudanças físicas e mentais, onde os adolescentes enfrentam desafios relacionados à identidade e pertencimento. Essas questões podem gerar angústia.

  1. Tensão no relacionamento: Manter e desenvolver relacionamentos pode ser complicado. Rejeição, rompimentos, conflitos e mal-entendidos podem resultar em sentimentos de depressão e isolamento.
  2. Competição: A competição, embora estimulante, também pode trazer incerteza e estresse. Ela está presente em diversas áreas, como esportes, escola, trabalho, família e mídias sociais.
  3. Falhas pessoais: Enfrentar contratempos ou não atender às expectativas pessoais, sociais ou familiares pode causar decepção e angústia.
  4. Emoções não resolvidas: Emoções reprimidas, traumas passados ou questões não resolvidas podem ressurgir, contribuindo para uma turbulência emocional contínua.
  5. Incerteza: O medo e a incerteza sobre o futuro frequentemente causam estresse e ansiedade.
    O mundo de repente parece ter fechado em torno de você? 
  6. Mudanças repentinas: Eventos inesperados podem desencadear medo e pânico devido ao desconhecido que representam.
  7. Questões sociopolíticas: Preocupações com injustiça social, questões políticas, discriminação e crises ambientais podem gerar sentimentos de desamparo e frustração.
  8. Sobrecarga de informação: A exposição constante a notícias perturbadoras pode levar a uma sobrecarga de informação, resultando em desespero.
  9. Expressão criativa: A expressão artística pode estar associada a sentimentos de dúvida e medo de crítica ou rejeição, levando à angústia criativa.

    Obs:
  10. O termo “angústia” tem raízes etimológicas na língua germânica, mas sua evolução e uso na psicologia e na literatura são mais complexos do que a simples afirmação de que é uma palavra alemã que significa medo ou ansiedade. A palavra alemã “Angst” de fato se refere a um estado de ansiedade ou medo, e essa palavra tem sido usada na língua alemã há séculos.
    Ansiedade e pânico de um modo que você possa entender e perder o medo
  11. Sigmund Freud, o pai da psicanálise, usou o termo “Angst” em seus escritos e teorias. Ele explorou conceitos como a “angústia neurótica” em suas obras e influenciou a disseminação do termo na literatura psicológica.
  12. Quanto ao uso em inglês, é verdade que a palavra “angst” foi introduzida em inglês por meio de traduções das obras de Freud e outros psicanalistas alemães.

    Ressaltar que a palavra já era usada na literatura inglesa para se referir a um tipo de ansiedade ou angústia existencial antes de sua popularização nas décadas de 1940 e 1950. Portanto, o termo não é exclusivamente uma criação de Freud, mas sua influência ajudou a consolidar seu uso na psicologia e na literatura em inglês.

Vale lembrar que, em muitos casos, procurar apoio e orientação de profissionais de saúde mental pode ser fundamental para enfrentar a angústia e desenvolver estratégias para lidar com ela de maneira saudável.
Você pode gostar também: O que é uma psicoterapia?



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *