A ansiedade se alimenta do medo


Uma vez que a ansiedade tem sua base no medo, é importante compreender que não é possível manifestar ansiedade sem estar temeroso de alguma coisa. Portanto, para superar problemas de ansiedade, é fundamental entender e enfrentar esses medos.

Nesse contexto, podemos identificar dois tipos de medos: os medos centrais, que representam as ameaças básicas que acreditamos poder nos causar dano ou desconforto, e os medos secundários, que alimentam e amplificam esses medos centrais.

Existem diversos medos centrais e uma infinidade de medos secundários que os alimentam.

À medida que você reconhece cada medo central que desencadeia sua ansiedade, você também identifica muitos dos medos que o intensificam.

Conheça também:.Ansiedade e pânico de um jeito que você entende.

Compreender e enfrentar esses medos é fundamental para superar o transtorno de ansiedade e alcançar uma recuperação duradoura, já que quanto menos medos você abrigar, menos ansioso se sentirá.

Há diversas maneiras de identificar seus medos. Por exemplo, quando se sentir ansioso, pergunte a si mesmo: “Do que estou com medo?”. A resposta a essa pergunta pode revelar os medos subjacentes que alimentam sua ansiedade.

Descobrir esses medos pode exigir prática, mas o esforço é recompensador.

Outra abordagem para identificar medos é questionar-se: “Se o pior cenário se concretizar, qual seria a consequência mais grave?”. Em seguida, pergunte a si mesmo: “Por que tenho medo disso?”.

Vou compartilhar um exemplo l: Ao se ter um medo intenso de ataques de pânico. Ao investigar os medos centrais que estão ligados ao medo de ataques de pânico, um dos medos centrais é o receio de um pânico incontrolável e interminável, que significava um sofrimento duradouro.

Ao aprofundar a análise, descobre-se outros medos centrais subjacentes, como a perda de controle e o receio de uma vida arruinada da qual você não poderia me recuperar. Alguns indivíduos também podem incluir o medo da morte, do julgamento social e da rejeição.

Identificar e enfrentar os medos centrais é crucial para obter uma recuperação duradoura em relação ao transtorno de ansiedade.

Leia também: LARGUE A MÃO DO PÂNICO


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *