”Não consigo encontrar um bom relacionamento?”

Todos nós temos certos
padrões que orientam a maneira como tentamos atingir esses objetivos. Quando nos tornamos
adultos, nossos padrões são bastante fixos e mudá-los não é tão fácil.



A natureza habitual
desses padrões é semelhante à forma como a água desce uma colina – depois de um tempo,
um certo sulco é esculpido e a água sempre flui por esse canal. Se você quiser que a água flua
de outra maneira, terá que trabalhar duro para alterar o caminho. É o mesmo conosco – depois
de uma certa idade, somos bastante consistentes sobre a maneira como pensamos e nos
comportamos. Mas para muitas pessoas, suas formas características de pensar sobre si
mesmas e lidar com os outros são desadaptativas e precisam de uma maneira de mudar.

O problema é que, embora saibam que querem mudar, não sabem o que querem mudar.
Isso porque os padrões habituais, na maioria das vezes, são motivados por desejos,
pensamentos, medos e conflitos que estão fora da consciência. Por exemplo, pegue uma
pessoa que nunca defendeu a si mesma e não sabe por quê – mas que, no fundo, sente que
merece ser punida. Ou uma pessoa que está sozinha, mas não sabe que seu medo de rejeição
está realmente fazendo com que ela evite os outros. Para essas pessoas, aprender sobre seus
pensamentos e medos arraigados pode ser incrivelmente poderoso. A mulher insegura pode
entender que sua autossabotagem tem sido uma forma de autopunição ao longo da vida, e o
homem solitário pode começar a entender que ele produz seu próprio isolamento ao negar sua
necessidade dos outros. Eles podem começar a desenvolver novos padrões de comportamento.
Eles podem mudar suas vidas.

É disso que se trata a psicoterapia psicodinâmica. Oferece às pessoas a chance de criar
novas formas de pensar e se comportar para melhorar a qualidade de suas vidas. Como a
maioria das formas como pensamos sobre nós mesmos e lidamos com nosso ambiente evoluiu
à medida que crescemos, podemos pensar nesse processo como um desenvolvimento
reativador.
Se você se sente assim, ou pessoas do seu convivi-o, considere fazer uma ou mais sessão de terapia
e mudar esse percusso que tão sofrido. Sessão de terapia online saiba como funciona.

Você irá gostar também: Ansiedade social,um desafio diário.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *