Sintomas do Transtorno de Ansiedade Social

Mulher com jeito de perturbada. As duas mãos no rosto

Conforme descrito no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, o Transtorno de Ansiedade Social (TAS) é caracterizado por um medo persistente e excessivo de situações sociais ou aquelas em que é esperado que a pessoa participe de alguma forma.

Nestas circunstâncias, a pessoa pode se sentir desconfortável ao entrar em contato com desconhecidos ou ao enfrentar a possibilidade de ser avaliada por outras pessoas. Além disso, há o receio de agir de maneira que possa gerar constrangimento ou humilhação. A proximidade com uma situação temida geralmente desencadeia ansiedade, podendo até levar a um ataque de pânico.

O indivíduo reconhece que seu medo em resposta a essas situações é irracional ou desproporcional, mas ainda assim evita essas situações temidas. Caso se veja obrigado a enfrentá-las, é comum experimentar altos níveis de ansiedade e angústia.

Esses sintomas têm um impacto significativo em várias áreas da vida da pessoa, como trabalho, relacionamentos e outras atividades diárias. É importante notar que esse transtorno não é causado por medicamentos, substâncias (como álcool), condições médicas ou outro distúrbio.


É fundamental buscar ajuda profissional caso alguém apresente esses sintomas de forma persistente, pois o diagnóstico adequado e o tratamento podem melhorar consideravelmente a qualidade de vida da pessoa afetada pelo Transtorno de Ansiedade Social.

Indivíduos que sofrem de Transtorno de Ansiedade Social (TAS) enfrentam um medo persistente e intenso de situações sociais ou eventos que envolvam desempenho, nos quais eles temem ser envergonhados, rejeitados ou avaliados negativamente. Nesses momentos, é comum que pessoas com TAS experimentem sintomas físicos de ansiedade.

Embora reconheçam que seu medo é irracional, sentem-se impotentes para controlá-lo, o que leva à evitação dessas situações ou ao enfrentamento delas com extrema ansiedade e angústia. Essa condição vai além da timidez comum e pode ter um impacto significativamente prejudicial na vida do indivíduo.

Este artigo explora os sintomas comuns do Transtorno de Ansiedade Social, bem como possíveis complicações e as particularidades da manifestação desses sintomas em crianças.

Sinais e Sintomas Os sintomas do Transtorno de Ansiedade Social geralmente se enquadram em três categorias distintas. Embora cada pessoa possa experimentar de forma única, os sintomas frequentemente se manifestam de maneira física, cognitiva e comportamental.

Sintomas Físicos Os sintomas físicos associados ao TAS podem ser extremamente angustiantes. Alguns sintomas físicos comuns incluem:

  • Visão embaçada
  • Rubor facial
  • Dor e aperto no peito
  • Arrepios
  • Diarreia
  • Tontura
  • Boca seca
  • Sensação de irrealidade (desrealização) ou desconexão de si mesmo (despersonalização)
  • Dores de cabeça
  • Batimentos cardíacos acelerados (palpitações) e taquicardia
  • Sensação de um nó na garganta
  • Tensão muscular
  • Náusea
  • Formigamento nas extremidades
  • Zumbido nos ouvidos
  • Tremores
  • Falta de ar
  • Sudorese
  • Voz trêmula

Em alguns casos, esses sintomas físicos podem se agravar a ponto de desencadear um ataque de pânico completo. No entanto, ao contrário do Transtorno do Pânico, as pessoas com TAS têm consciência de que o pânico é provocado pelo medo de situações sociais ou relacionadas ao desempenho, e não pelo medo dos próprios ataques de pânico.

Leia essa postagem interessante: COMPLEXO DE DEUS

Sintomas Cognitivos O Transtorno de Ansiedade Social também engloba sintomas cognitivos, caracterizados por padrões disfuncionais de pensamento. Pessoas com essa condição podem ser atormentadas por pensamentos negativos e dúvidas sobre si mesmas em relação a situações sociais e de desempenho.
Sessão de terapia Online: saiba mais




Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *